08/12/2010

Masdar City...

Cidade Planejada

Felizmente, empreendimentos de impacto ao meio ambiente causam diferentes manifestações no meio acadêmico-científico e, em alguns casos, na sociedade, de maneira geral.

Agora imagine:

...uma cidade projetada para um ambiente árido, de temperaturas médias anuais mínimas de 50º c, financiada por produtores de petróleo dos Emirados Árabes e que possui a pretensiosa meta da emissão zero de carbono em sua existência, através do foco em energias limpas.

Isto mesmo, produtores de petróleo financiando uma cidade que não depende do petróleo para se manter em atividade...Fácil de imaginar? 

Masdar City
Esta é Masdar City... uma iniciativa do Governo de Abu Dhabi, quarta maior produtora de petróleo do mundo, em parceria com os reis do petróleo. Fonte da imagem: Minas Ambiente
Obviamente as críticas para este projeto pipocam em várias direções e podem dar assunto para uma saga cinematográfica. Eu mesma levantei várias perguntas, sendo a mais simples: _Por que não gastam este dinheiro todo (22 bilhões de dólares) em cidades que precisam de apoio para uma readequação, um retrofit urbano?

Enfim... deixarei a bandeira de lado e tratarei o tema de forma simplista: apresentarei as soluções de baixo impacto ambiental oferecidas pelo empreendimento. Soluções que podem aparentar um cenário de ficção científica. Quase uma cidade dos Jetsons, movida a força dos Flintstones.

Fonte da imagem: Foster+Partiners
A Masdar City é de autoria do arquiteto inglês Norman Foster. O projeto atende aos quesitos da arquitetura que pretende baixo impacto ambiental, aliando conhecimentos regionais aos materiais produzidos através de tecnologias de ponta.

Masdar City
Fonte da imagem: Inhabitat
Masdar City
Fonte da imagem: Inhabitat
 Uma cidade planejada para atender a ordem da não degradação ao meio ambiente, ou o menor impacto possível, necessita, inquestionavelmente, reduzir sua pegada de carbono. Seguindo este raciocínio, a cidade foi toda planejada para exigir menos energia, viabilizando assim sua sobrevivência apenas com energias alternativas, limpas.



 O projeto Masdar City considera a relação direta do consumo e a geração dos resíduos e entende que o equilíbrio depende de diversas práticas e objetivos bem definidos. Alguns princípios e objetivos para alcançar a excelência do menor impacto, pensados para este empreendimento, estão listados a seguir:


- Elementos que demonstram adaptação ao clima e ao lugar – Resfriamento passivo da cidade pelo aproveitamento da brisa do mar, através de ruas posicionadas de maneira a canalizar estes ventos; ruas estreitas e edificações projetadas para proporcionar sombra e evitar a incidência direta dos raios solares nos ambientes externos; torres de vento para resfriar o ar; muralha contornando a cidade para frear os ventos quentes carregados de areia do deserto, presença da água em espaços públicos; entre outros;

Masdar City
Fonte da Imagem: site Pela Natureza


Masdar City
Fonte da imagem: Inhabitat

- Incentivo à caminhada, através de parques, praças e jardins projetados de acordo com a tradição paisagística árabe;
- Transporte entre Masdar City e Abu Dhabi por trem elétrico em trilhos elevados;
- Transporte interno por veículos sobre trilhos magnéticos que utilizarão energia elétrica. Estes substituirão os automóveis;
- Painéis solares fotovotáicos nas coberturas das edificações - responsáveis pela geração de energia;
- Produção de energia limpa e armazenamento do excedente através de uma usina de energia solar;
- Reciclagem da água utilizada (80% dela), para fins de irrigação e reuso;
- Redução dos resíduos através da compostagem e da reciclagem de plástico, papel, alumínio e outros materiais.
- Documentação digital dos habitantes para evitar o uso de papel;
- Cidade na escala humana – sem arranha-céu.

Masdar City
Fonte da Imagem: Pela Natureza
Sem dúvidas um belo casamento entre engenharia, arquitetura e design em prol do meio ambiente. Uma cidade laboratório que merece a atenção de pesquisadores de diversas áreas.